29 maio 2009

• NÃO BASTA APENAS OUVIR, É NECESSÁRIO SENTIR •

Há um tempo atrás, em uma das aulas em laboratório na faculdade, navegando pelo site da Revista Veja, lendo crônicas do colunista e músico Tony Belloto, pude ler sobre um assunto que muito me interessa. Trata-se de MÚSICA. Mas não ela por si só, e sim o poder terapêutico que é capaz de exercer nas pessoas.

Em um dos artigos de Sérgio Augusto, da Folha de S.Paulo, foi abordado um assunto relacionado às descobertas e estudos científicos que utilizam a música com fins terapêuticos. Esse tipo de pesquisa começou na década de 1960, quando o médico e escritor inglês, Oliver Sachs começou a pesquisar o efeito da música em pacientes com a doença de Parkinson.

Música é como um remédio para a alma. Me acalma, me faz refletir, libertar emoções silenciadas com o passar do tempo, me serve como uma fonte de inspiração. Grande parte de meus textos escrevo ouvindo música. Não importa o gênero, se é um som bem ao fundo, se presto atenção na letra ou não. Basta-me senti-la.

Na crônica de Tony Belloto, li sobre Vera Brandes, uma ex-produtora de shows, que descobriu o poder medicinal da música, quando se recuperava de um acidente de carro. A mesma dividia o quarto do hospital com um budista. Os visitantes do mesmo sempre cantavam e dançavam no seu quarto. A recuperação de Vera duraria meses, porém, sarou em algumas semanas.

É incrível como coisas tão simples, como música, podem modificar a vida de uma pessoa. Ou para o bem, ou para o mal. Depende a forma como se é utilizado.
Sabe aquele ditado, até citado anteriormente pela Natália Canton, “Quem canta seus males espanta”? Então. Quem ouve, também!

Por: Patrícia Martendal

2 comentários:

Thays Costa 5 de junho de 2009 17:58  

Parabéns pelo blog meninas. Vocês escolheram uma ótima temática para o TI.
Quem vive sem música hoje em dia? Acho que ninguém.
Música é arte, é viver, é saber. É sentir o que ela trás, é saber ouvir. Uma sensação e um desejo, tudo pode ser através da música!

Um beijo!

Anônimo,  13 de outubro de 2015 10:41  

Show de bola esta reportagem!!! AMEI, AMEI, AMEI <3

Postar um comentário